DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

Enquanto muitos dividem opiniões para escolher em qual fast food alimentar-se, milhões de pessoas não têm acesso a nenhum tipo de alimento. O Dia Mundial da Alimentação é comemorado em 16 de outubro e foi criado com o intuito de desenvolver uma reflexão a respeito do quadro atual da alimentação mundial e sobre a fome no planeta. Esta data é celebrada em mais de 150 países, visando conscientizar a importância da boa nutrição, visto que, após um período de declínio, a nível global, a fome e a má nutrição crônica estão novamente em ascensão.  

O Dia Mundial da Alimentação traz temas reflexivos a respeito da população carente, sua segurança alimentar e nutrição. Entende-se por segurança alimentar uma alimentação saudável, acessível, de qualidade, em quantidade suficiente e de modo permanente. Realidade que infelizmente, não faz parte do dia a dia de grande parte da população brasileira e mundial.  

Segundo a Constituição e a Declaração Universal dos Direitos Humanos, todos os seres humanos têm direito à alimentação. Entretanto, muitos ainda passam fome e sofrem com carências nutricionais, gerando um grande impacto na saúde de milhares de pessoas. De acordo com dados do IBGE, estimam que no Brasil cerca de 7 milhões de pessoas convivem com a “insegurança alimentar grave”. No mundo, seriam 805 milhões de pessoas em estado de subnutrição. 

Uma alimentação equilibrada é aquela que contém alimentos em quantidades suficientes para o crescimento e a manutenção de um corpo saudável. A alimentação influencia diretamente na qualidade de vida das pessoas. Em cada refeição, coma um alimento de cada grupo da Pirâmide Alimentar. Abaixo estão elencados os dez passos para uma alimentação saudável:  

  1. Prefira sempre alimentos in natura ou minimamente processados. 

  1. Utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades. 

  1. Limite o consumo de alimentos processados. 

  1. Evite alimentos ultraprocessados, que são aqueles que sofrem muitas alterações em seu preparo e contêm ingredientes que você não conhece. 

  1. Coma regularmente e com atenção. Prefira alimentar-se em lugares tranquilos e limpos e na companhia de outras pessoas. 

  1. Faça suas compras em locais que tenham uma grande variedade de alimentos in natura. Quando possível, prefira os alimentos orgânicos e agroecológicos. 

  1. Desenvolva suas habilidades culinárias. Coloque a mão na massa, aprenda e compartilhe receitas. 

  1. Planeje seu tempo. Distribua as responsabilidades com a alimentação na sua casa. Comer bem é tarefa de todos. 

  1. Ao comer fora, prefira locais que façam a comida na hora. 

  1. Seja crítico. Existem muitos mitos e publicidade enganosa em torno da alimentação. Avalie as informações que chegam até você e aconselhe seus amigos e familiares a fazerem o mesmo. 

Gostou das dicas? 

Nós, do Alimento de Origem, assim como você consumidor ou produtor, nos preocupamos com a qualidade do que está na mesa da população e estamos fazendo nossa parte para contribuir em um mundo bem alimentado e com bastante saúde. 

Texto: Josiane Marcon, nutricionista da URI-FW.

Fotos


Comentários